Copysol License

From P2P Foundation
Jump to: navigation, search

= the Copysol License has been developed for the Solidarity Economy by the Solidarius International Network


Discussion

This is also the text of the license from a draft translation in english by Jason Nardi.


"In general, software licenses and other cultural works are grouped into two distinct fields: some seek to limit the user's freedom to share and change the works to which he has licensed access; others aim precisely to ensure that freedom to share them and modify them, respected certain conditions set out in the license.

Assuming a generic understanding of freedom that these licenses wish to protect, nevertheless none of them explains the fact that the exercise of human freedom, strengthened with the use of works licensed under them, may occur either as a practice of domination or as a practice of liberation of other human beings, as a practice of destruction or protection of ecosystems, as a practice of annihilation or promotion of the cultural diversity of individuals and peoples.

The Copysol License avoids falling into this paradox of protecting freedoms that are exercised annihilating other freedoms and rights. The Copysol ensures that cultural works, carried out and made available for the solidary purpose of benefiting people, of protecting the ecosystems and the interculturality, i. e., to promote the public good, cannot be used in practices of exploitation and domination of other humans beings, or under unsustainable interventions on the ecosystems or annihilating cultural diversity, because these practices violate the ethics of liberation, under which the Copysol License is positioned and the distribution of products covered by it.

The emphasis of Copysol license is thus not just the legal assurance of freedom of the users to know, use, modify and reproduce licensed works, but also the requirement that the user's freedom to use the work is carried out without violating the right of freedom inherent in each person. This right unfolds and is objectivated in other economic, social, environmental and cultural aspects that must be protected. This is so, because the assertion of a generic freedom right, without any solidarity guarantee of the conditions required for its effective realization, ends up necessarily in the real and concrete denial of that same right ideally stated.


Thus, rather than just laisser faire what each one wants with the works accessed under the license or restricting legally its commercial use to avoid the accumulation of profit with them, the Copysol license intends to protect the public and private freedoms against the violation of the right to liberation of each person, violation that could occur with the use of licensed works themselves.

The Copysol licensing aims particularly to protect the exercise of the Article 27 of the Universal Declaration of Human Rights, which states: "(1) Everyone has the right freely to participate in the cultural life of the community, to enjoy the arts and to share in scientific advancement and its benefits. (2) Everyone has the right to the protection of the moral and material interests resulting from any scientific, literary or artistic production of which he is the author.". Thus, if the moral interest of the author on the licensing of his work is that it be used in the promotion of public and private freedoms ethically exercised, such rights may not be violated by the user of the work or of its derivate products.


What we wish with this licensing mechanism, with regards to the solidarity patrimony generated under it, is the co-responsability of the users in promoting public and private freedoms ethically exercised, in accordance with article 29 of the Universal Declaration of Human Rights, which States: "(1) Everyone has duties to the community in which alone the free and full development of his personality is possible. (2) In the exercise of his rights and freedoms, everyone shall be subject only to such limitations as are determined by law solely for the purpose of securing due recognition and respect for the rights and freedoms of others and of meeting the just requirements of morality, public order and the general welfare in a democratic society."


The formal recognition and respect of public and private ethical freedoms of the others and the material promotion of well-living of the people and human communities in a solidarity-driven way can not be denied in practice with the use of products licensed under the Copysol.


Thus, the use of solidary software, for example, can not violate the right to confidentiality of private communications between people, a right violated daily by companies that provide electronic mail services, both with proprietary software or with open source software, every time they intercept messages from the users with robots that crawl content to offer customized advertising services to corporations that are their clients or strategic information to Governments and their military apparatus - even if such violation is legally supported, as implicit or explicit derivations of the Terms of Service offered by these corporations.

The use of the Copysol License aims explicitly to assure the user freedoms to distribute copies of the licensed products, to have access to the source code of the licensed programs, projects and designs related to the making of tangible and intangible products, modify such licensed products and integrate them, partially or completely, in new solidarity products, to produce such tangible or intangible works, to reproduce and distribute these goods produced. Ensures to the user the right to know these rights are available to him and to access this License in its integrality.


On the operationalization of the license, developers of licensed products should protect their rights, declaring their copyright on the product and declaring its distribution under this License - which ensures the legal permission for others to use, copy, modify, make, distribute, exchange and sell the product as described in this License. As in other licenses, Copysol explains the absence of guarantees in the use of the licensed products - in order to protect and prevent respectively developers and users of the products. This process also requires that modifications made on the distributed products be clearly documented, in order not to have the attribution of new efficiencies to failures of authors of previous products, which originated the products derived by third parties.


The use of this license also prohibits to patent solidary products denying the freedoms protected therein. The subsequent authorization by States for patent products previously protected under this license, deny the rights guaranteed therein, and is characterized as a violation of Article 27 of Resolution 217 of the Universal Declaration of Human Rights adopted by the General Assembly of the United Nations on December 10, 1948 - which provides that “Everyone has the right to the protection of the moral and material interests resulting from any scientific, literary or artistic production of which he is the author”. So, the author has a right to decide about which use license of their cultural product best ensures public and private freedoms, which he want to protect in its whole."


Status

  • As of July 2014 Version 2 of the license is available in Portugese with English translation from Jason Nardi

Copysol License Version 2 July 4, 2014 English

- Draft for Change - Copyright (C) 2014 | Solidarius International Network Verbatim copying and distribution of this document is permitted without its alteration.

PREAMBLE

The Copysol License is applicable to software and other classes of digital works legally covered under it, such as projects and / or designs of tangible and intangible objects, organizations and processes. The different elements covered under the Copysol license are referred as "Products”.


In general, software licenses and other cultural works are grouped into two distinct fields: some seek to limit the user's freedom to share and change the works to which he has licensed access; others aim precisely to ensure that freedom to share them and modify them, respected certain conditions set out in the license.

Assuming a generic understanding of freedom that these licenses wish to protect, nevertheless none of them explains the fact that the exercise of human freedom, strengthened with the use of works licensed under them, may occur either as a practice of domination or as a practice of liberation of other human beings, as a practice of destruction or protection of ecosystems, as a practice of annihilation or promotion of the cultural diversity of individuals and peoples.

The Copysol License avoids falling into this paradox of protecting freedoms that are exercised annihilating other freedoms and rights. The Copysol ensures that cultural works, carried out and made available for the solidary purpose of benefiting people, of protecting the ecosystems and the interculturality, i. e., to promote the public good, cannot be used in practices of exploitation and domination of other humans beings, or under unsustainable interventions on the ecosystems or annihilating cultural diversity, because these practices violate the ethics of liberation, under which the Copysol License is positioned and the distribution of products covered by it.

The emphasis of Copysol license is thus not just the legal assurance of freedom of the users to know, use, modify and reproduce licensed works, but also the requirement that the user's freedom to use the work is carried out without violating the right of freedom inherent in each person. This right unfolds and is objectivated in other economic, social, environmental and cultural aspects that must be protected. This is so, because the assertion of a generic freedom right, without any solidarity guarantee of the conditions required for its effective realization, ends up necessarily in the real and concrete denial of that same right ideally stated.


Thus, rather than just laisser faire what each one wants with the works accessed under the license or restricting legally its commercial use to avoid the accumulation of profit with them, the Copysol license intends to protect the public and private freedoms against the violation of the right to liberation of each person, violation that could occur with the use of licensed works themselves.

The Copysol licensing aims particularly to protect the exercise of the Article 27 of the Universal Declaration of Human Rights, which states: "(1) Everyone has the right freely to participate in the cultural life of the community, to enjoy the arts and to share in scientific advancement and its benefits. (2) Everyone has the right to the protection of the moral and material interests resulting from any scientific, literary or artistic production of which he is the author.". Thus, if the moral interest of the author on the licensing of his work is that it be used in the promotion of public and private freedoms ethically exercised, such rights may not be violated by the user of the work or of its derivate products.


What we wish with this licensing mechanism, with regards to the solidarity patrimony generated under it, is the co-responsability of the users in promoting public and private freedoms ethically exercised, in accordance with article 29 of the Universal Declaration of Human Rights, which States: "(1) Everyone has duties to the community in which alone the free and full development of his personality is possible. (2) In the exercise of his rights and freedoms, everyone shall be subject only to such limitations as are determined by law solely for the purpose of securing due recognition and respect for the rights and freedoms of others and of meeting the just requirements of morality, public order and the general welfare in a democratic society."


The formal recognition and respect of public and private ethical freedoms of the others and the material promotion of well-living of the people and human communities in a solidarity-driven way can not be denied in practice with the use of products licensed under the Copysol.


Thus, the use of solidary software, for example, can not violate the right to confidentiality of private communications between people, a right violated daily by companies that provide electronic mail services, both with proprietary software or with open source software, every time they intercept messages from the users with robots that crawl content to offer customized advertising services to corporations that are their clients or strategic information to Governments and their military apparatus - even if such violation is legally supported, as implicit or explicit derivations of the Terms of Service offered by these corporations.

The use of the Copysol License aims explicitly to assure the user freedoms to distribute copies of the licensed products, to have access to the source code of the licensed programs, projects and designs related to the making of tangible and intangible products, modify such licensed products and integrate them, partially or completely, in new solidarity products, to produce such tangible or intangible works, to reproduce and distribute these goods produced. Ensures to the user the right to know these rights are available to him and to access this License in its integrality.


On the operationalization of the license, developers of licensed products should protect their rights, declaring their copyright on the product and declaring its distribution under this License - which ensures the legal permission for others to use, copy, modify, make, distribute, exchange and sell the product as described in this License. As in other licenses, Copysol explains the absence of guarantees in the use of the licensed products - in order to protect and prevent respectively developers and users of the products. This process also requires that modifications made on the distributed products be clearly documented, in order not to have the attribution of new efficiencies to failures of authors of previous products, which originated the products derived by third parties.


The use of this license also prohibits to patent solidary products denying the freedoms protected therein. The subsequent authorization by States for patent products previously protected under this license, deny the rights guaranteed therein, and is characterized as a violation of Article 27 of Resolution 217 of the Universal Declaration of Human Rights adopted by the General Assembly of the United Nations on December 10, 1948 - which provides that “Everyone has the right to the protection of the moral and material interests resulting from any scientific, literary or artistic production of which he is the author”. So, the author has a right to decide about which use license of their cultural product best ensures public and private freedoms, which he want to protect in its whole.


As human beings are concrete subjects, of flesh and blood, the exercise of their freedom requires material conditions without which that freedom cannot be exercised. Part of these conditions are served by ecosystems and part is produced by human labour.

Given that cultural products licensed under Copysol are materials means at the service of the public and private freedoms, the license does not allow the use of such products in ecosystem degradation or in forms of economic domination of workers, in which people who work cannot decide freely about their own working lives, since they are subordinated to the economic power of those who hire legally or illegally to compel them to a menial work in forms of wages, slavery or semi-slavery. The legal consent of States in the economic exploitation of the subordinate labor of others, in which humans are taken as a means for profit by a third party and not as an end in themselves, does not change the unethical character of this form of economic domination and in no way denies the inalienable right to economic liberation of every person and of all peoples.



Therefore, in the spirit of the moral and material protection of the author's interests who offer their scientific and cultural products to the human community, in order to expand public and private freedoms performed ethically, this license also prohibits the use of these products as a means of obtaining profit with the exploitation of the subordinate labor of others, whether child or adult.

This license ensures, on the other hand, the right to know, use, copy, modify, make, distribute and sell such products, with all the freedoms and conditionalities set out in this license for any of solidarity economy enterprises that operate under democratic principle of self-management, regardless of the legal form of the registration of such initiatives. Self-management, as the democratic principle of the solidarity economy initiative, is verified by the periodic occurrence of assemblies - or other equivalent mechanisms of decision - where workers have the right to decide, on an equal basis and power, everything that is related to the economic activity, management, property, tangible and intangible assets of the initiative, company or organization.


This system of licensing, joint ownership and solidarity distribution of licensed products contributes to the strengthening and expansion of the solidarity economy in which the initiatives are organized democratically on the principle of self-management. It also contributes to self-managed sharing of the economic means and economic values, generated with the use of licensed products, aiming to the well-living of the people, promoting the expansion of public and private freedoms, ethically performed, with the mediation of such means. Furthermore, it contributes to the ecologically sustainable development of human communities, avoiding that these products (programs and others forms) are used under the logic of global economic competition which is progressively destroying the planet.

Users and developers, in the spirit of this license, are invited to collaborate in a solidarity way on improving the solutions obtained. Their participation with this end into collaborative networks of solidarity economy is a possibility that we encourage. We encourage the organization of self-managed initiatives of solidarity economy that will supply the economic needs of the humanity as a whole - including the needs of information technology - with techonolgies licensed under the Copysol License, ensuring its free distribution, modification, reproduction and use of products under this license, to collaborate in the production of material means to assure and expand public and private freedoms of present and future generations.


Thus, as a consequence, the Copysol license allows the licensed products under it to flow freely in solidarity collaborative networks, in the fields of economy, politics and culture, contributing to the construction of new possible worlds, based on the right to freedom and ethics, in which the whole set of the human rights is ensured. On the other hand, the Copysol license prohibits companies who deny the democratic and solidarity principle of self-management of workers, to use solidarity technologies as a means of private accumulation of capital with the exploitation of subordinated labour, as has been done with the use of proprietary software and [in some cases] free software.


It should be noted that the licensing under Copysol is fully democratic, isonomic and respects the freedom of private producers of licensed works who make them available to the public good. Unlike the unilateral vetoes associated to the use and marketing of many proprietary softwares that prevent actors, for example, from the possibility to "... export or re-export the components [...] to any country, person or entity subject to United States export restrictions" – restrictions which are based on interests of economic, political or military order –, the veto set out in Copysol to ensure the freedom of producers and also their moral and economic rights on the products that they offer freely to the Commons, requiring also that the human community use these products for the ethical promotion of the public and private freedoms of all.


In the countries where the freedoms guaranteed in the Copysol License conflict with legal restrictions, we encourage civil society to democratically press the appropriate instances to change the laws so that they are based on ethical grounds, and protect and promote all the public and private freedoms.


Even in the case of conflicts between the freedoms guaranteed in this license and the legal restrictions in one country, the terms of this license may not be violated by States or Corporations of any nature. Because in the same way that international law protects the private agents that enforces restricted conditions of use and trade of their products with third parties in compliance with legal regulations of their country, it also protects the private agent – in this case, the author and owner of a licensed product under Copysol – which, invoking article 27 of the Universal Declaration of Human Rights, may impose constraints on the use and marketing of their product to third parties. These constraints are grounded on isonomic criteria, assumed in this license, based on ethical and ecological conditions that aim to promote public and private freedoms exercised in a solidaristic way. It contributes to cancel the economic exploitation of the labour, economic and social exclusion and the global degradation of the ecosystems.


We encourage scientific, technological and economic development, consistent with the ethics of liberation, that contributes to ensure and protect the right to liberation of every person and of all peoples, rather than being at the service of the accumulation of capital by private agents or the empowerment of the military-industrial complex in the world as a whole.

HISTORY

The version number 1 of the Copysol License was written by Euclides André Mance, in the year 2000, gathering contributions of dialogues held with in the Institute of Philosophy of Liberation [IFIL]. This version was used for the first time on that year as legal support in the distribution of the software Rede Solidária (Solidarity Network), ensuring rights to use, modify and distribute the program within the solidarity economy initiatives. On the other hand, the license granted to any person or organization, without distinction, the right to distribute the program with a similar policy of shareware distribution.


The original preference in that time was to adopt the GPL as the distribution licensing, adding a clause that excluded companies and organizations, which do not adopt the self-management peculiar to solidarity economy, of any right over the licensed products. However, as it was not possible to establish this exclusion clause with the GPL license, the Copysol License was updated to this version 2, retaining its original spirit, but also expanding its range to licensing also to projects and designs, to tangible or intangible products, besides software and IT products.


This version n. 2 is used by the Solidarius International Network for the licensing of a part of its products.

TERMS AND CONDITIONS

Definitions

"This license" refers to version 2 of the license Copysol.

"Copyright" means a right of copy conferred to a person or entity on the registered product, through a legal instance of protection of that right.

"Product" refers to a work subject to copyright and licensing under the terms of this license.

"Licensee" refers to who provides the licensed product.

"User" refers to individuals or organizations, real people or legal entities that use of the product.

"Producer" or "Developer" refers to those who have created the licensed product or made any modification on the product received, even if they don't share such change with another user or developer.

"You" refers to those who utilize the product, whether as user, developer or producer.

"Make the product" means to make it suitable to use as tangible or intangible object according to the nature of the product, to it's project, design or program.

"Modify" the product means adapt the product, fully or in part. The result of the modification is called a "modified version" of the product or "derived product".

"Reproduce" the product means multiply it, with or without modifications.


"Distribute" the product means to make it accessible to the user, or copies of it, or offer the use or access to it in environments where the user can employ it and download its source codes, in the case of software, or project and design in the case of tangible works.

To "Document" the product means to provide, in a clear and visible way, the information that the work used or accessed falls under this license-showing the appropriate Copyright and Copysol notices -, inform about the lack of guarantees on the use of the work and on the guarantees offered by third parties, if they exist, as well as the option to access this license.


"Source code" of an informatics product means the sequence of programming instructions to be processed by the hardware and that is written by the programmer or developer, constituting the licensed product, including its interface, specific instructions and associated routines.

By "Ethics of liberation" we understand the set of principles, adopted in the relationship of human beings with one another and with the ecosystems, which is aimed at protecting the public and private freedoms ethically exercised, promoting the well-living of every person and the sustainability of different ecosystems. Such ethical principles, throughout the history of mankind, have been formulated and corrected dialogically, so to always protect – and protect the better conditions - solidarity equality of rights between human beings and equal decision-making power among all the people in the economic, political and cultural fields for the benefit of the well-living of all.

By "Right to Liberation" we understand the inalienable right of all human being to ethically expand their freedoms, taking advantage of the licensed product, without harming the freedoms, ethically exercised, of other persons and human communities. In the context of economic relations the right to liberation unfolds on the right to autonomy and to self-managed work in solidarity economy enterprises and to enjoy healthy and efficient products, which does not result from the exploitation of human beings or ecosystem degradation. In the context of political relations, it unfolds in the right to autonomy, in the sphere of private life and self-management in the sphere of social life, exercising it into public in economic, politic and cultural fields. In the sphere of the relations of education, communication and information, it unfolds in the right of each person to participate on equal terms in the access to information, its interpretation under different perspectives and in the production of cultural content, performed into full exercise of its public and private freedoms ethically conducted.

By "ethically exercised public and private freedoms" we understand the freedoms which are performed respecting the ethics of liberation and the right to liberation, aiming at contributing in sustainable reproduction of material, political, educational-informational-communicational and ethics conditions required for the exercise of the freedoms of every and each person in particular.

By "Solidarity Systems of Production, Trade and Service", we understand all forms of labour organisations based on the democratic principle of self-management, both of the activity and of the economic enterprise by the workers, which is verified by the occurrence of assemblies - or other equivalent mechanisms - where workers to have the right to decide, on an equal footing and power, everything that refers to economic activity, management, property, tangible and intangible assets of initiative, company or organization; and who carries out this self-management aiming to promote the economic, ecological and social sustainability of the initiative in favor of the well-living of all that are achieved by their economic flows, both the participants of the enterprise, as their providers, customers and communities.

"Project or Design of Tangible Product" is the project or design of something that could be done objectively or analogically, as the design of an object, such as a piece of furniture or a tool, or the project of an organization, such as a sustainability plan of an economic enterprise, or a process, as a permcultural design of an ecological cultivation of food. The Project or Design, as intangible product, differs from what is tangibly performed based on them. This license, since to confer rights and duties to the intangible product, also propagates the same rights and duties towards the intangible elements of tangible products building upon it.

1. Assurance of Rights

The rights guaranteed by the Copysol license refer to rights of the author of the product, being irrevocable as soon as the author carries out the distribution of product under such license, ensuring to any user or developer the possibilities of use, modify and distribute the product in its original or modified form in whole or in part, under this license.


The content generated with the use of the licensed products under the Copysol license, without the partial or complete incorporating of such products as part of the contents, remains under the control of the author. The content so generated by the author falls under this license since he isa licensing it, publishing his work under the shelter of this license. However, no author can make use of products licensed under the Copysol to generate content in contradiction to the ethical and legal terms set out in this license.

To license the Product under the terms of the Copysol license, the producer waives the legal powers available to them to prevent the knowledge, use, modification, performance, reproduction, distribution and marketing of the product as well as its incorporation in other products under this same license by individuals or legal entities qualified to do so under the terms of that license.

1.1 Right to the Knowledge

The right to knowledge the product is assured by the availability of its source code, if the product is a computing code, or by the availability of the project or design, if the product is related to perform any derived tangible or intangible product.

Knowledge of the program source code

The source code of the computer program and installation information should be made available without requiring passwords or special keys for your reading, allowing the user and/or developer understand their operation and distributes it with or without amendments according to the terms of this license.

Knowledge of the Project or Design for realization of Tangible or Intangible Product

The Project or Design to generate a derived tangible or intangible product must be provided in the documentation with the technical specification required making it possible for the user and/or developer to understand its functionality, check its consistency, modify it or distribute it with or without amendments and carry it out according to the terms of this license.

1.2 Right to the Use

The right to free use of the product is ensured to any individuals and companies in the ethical and legal terms of this license.

The author of the Product, for ethical questions, invoking the article 27 of the Universal Declaration of Human Rights which protects their moral rights over the work produced by him, reserves the right of not to grant permission for rights to use the licensed product under the Copysol to any enterprises, groups, organizations or any particular subject that violate the principles of the Ethics of Liberation and of the Right of Liberation The licensed Product cannot be used or marketed in non-solidary systems of production, trade, service or consumption. The use of the product in disrespect of this requirement is characterized as a violation of rights, subject to legal penalties prescribed by international agreements on copyright.

1.3 Right to the Modification

The right to free modification of the Product is assured to any individuals or entities in the ethical and legal terms of this license. Any translation, plagiarism or modification of the Product which gives rise to derived product which, in whole or in part, follow the same standards of the licensed product – in particular the logical relationship and proportions between factors or algorithms adopted it – should also be distributed under Copysol regime.

It is allowed to modify the product or create a new work based on it, copy it and distribute it, though: a) the Copysol is maintained, covering the integrity of the new work with the same content of the original license; b) there is a warning about the change of the original data in the files, the approximate dates of that change and who operated it; c) there is warning that the new work is so wholly or in part, derived from the Product or of any part of it, and that it can be licensed as a whole, under the terms of this license, without charge to third parties; d) the copyright and Copysol information present at the beginning of its execution or in visible place in the interface, if a program, or on their documentation if a design or project of tangible product, and indicate the location of the documentation on the conditions of the use, registry and reproduction; e) include in its documentation this license.

1.4 Right to copy and distribution.

The right to copy and distribute the Product under the ethical and legal terms of this license is assured.to any individuals and entities.

The complete source code should be available in any distribution of the product, if it is a software, For complete source codes understand all sources of all modules, as well as the associated interfaces settings, files and scripts used in the compilation and installation of the software.

The distribution of the product must include all copyright information, this License, the notice of Absence of Warranty and its history, indicating the changes, approximate date in which they were carried out and the responsible for them.

Any company or organization, solidary or not, can freely distribute the product without charging any fee or value and without obtaining any commercial advantage with this distribution, including those related to advertising or image association in marketing practices of social responsibility.

It is permitted to charge or not some value for the copies that you distribute or any fees for support or warranty related to the product. But you can't impose license fee, royalties or any other charge or restriction to the exercise by the receiver of the rights granted in this license, or trigger it legally by patent infringed by reason of the receiver use the product under this license.


The receiver of the Product is also covered under the License to copy, modify, execute, perform and distribute the product.

Modification or distribution of the Product, or any work on it based, implies acceptance of this License in its all terms to perform the copying, distribution or modification of the Product or work based on or derived from this work.

1.5 Right to realization

The right to realization of the product is ensured to any individuals and entities in the ethical and legal terms of this license. The performer of the product assumes the responsibility of checking the consistency of the project or design before performing it and taking care of safety and legal arrangements which are necessary for the realization of the product, regardless of them being listed or not on the project.

The tangible or intangible achieving of the something derived – with or without modifications – from a product licensed under the Copysol is the sole responsibility of the performer, which must verify the consistency of the project or design before its execution, running at your own risk everything that may result from this implementation and the use of the object held, particularly damages affecting themselves or others as a result of project or design flaws or of any element associated with the project or design licensed.

1.6 Right to the Commercialization

The achievement of licensed products, when operated for commercial purposes, is permitted only for initiatives of solidarity economy characterized by the practice of self-management. Components of the work can be from State initiatives or for purposes of profit, but the economic outcome of the process and the democratic management of the enterprise should be subordinate to the self-management by workers who perform the final product.

We encourage the organization of economic initiatives of solidarity character which allow attend the final consumption needs for the well-living of the persons and attend the production of raw materials and components which have not achieved in the local and global circuits of solidarity economy. We encourage also the organization of these initiatives in collaborative networks of solidarity economy which are contributing to expand the solidarity economy in all continents.

1.6 Protection of Rights.

It is prohibited the incorporation of the Product, if it is a program, in proprietary programs. Is allowed to do its unification with others, since the resulting program is made available under the Copysol regime, remaining in force for him the terms of this license. A software or covered code under license Copysol can be executed with the help of free or proprietary systems and libraries.

Separate modules of solidarity codes and free codes can interoperate without contamination of such licenses. The use of solidarity software with free software in interoperability does not exempt the user from conditionalities of use set forth in this license.

We encourage the developers to create solidarity solutions for the needs that have not yet free alternatives. And integrate the existing free solutions and solidarity solutions in its interoperability, respecting the differences of licenses, without harming the different philosophies of development and legal distribution supported on the different licenses.

4. Revocation of the License

You can only use the product in accordance with the terms of this License. If you violate this license, any copyright holders of the product may notify you and after 60 days revoke the rights granted to you by this license and denounce you legally by violation of rights in reason of misuse of the product. On the other hand, if you correct the violation within 30 days of receipt of the notification, and do not repeat this violation, the license will be automatically restored to you. While their rights are not restored, you're not qualified to receive another license for the same product.


5. Respect for Freedom of Third Parties

If legal or otherwise determinations that contradict the conditions of this License are imposed on you, such determinations not disclaim your responsibilities to third parties established ​​in this license. Thus, if you can not simultaneously satisfy the conditions of that license and the legal determination or other orders imposed upon you, then you may not use the licensed product. Also, if for any legal or other order you can not hold the copyright of a work then you can not distribute it with the legal cover of the Copysol License.

6. Versions of this License

Solidarius international network may periodically publish revised versions and/or new versions of the Copysol license, which will be similar to the current in its scope, but with different details in front a new needs to assure this system of knowledge, copy, modification, reproduction, performance, distribution and commercialization of products.


The versions of this license are numbered, and the author can choose the version that he want to licensing his product, governing the coverage by the terms of the respective license.

7. Disclaimer of warranty and limitation of liability

The disclaimer of the warranty and limitation of the responsibilities characterise, in conjunction, the absolute, complete and total renunciation of any liability in connection with the product, except that explicited on statement of responsibility or guarantee which accompany the copy of the product, in exchange for a service charge, legally and formally contracted between the parties.


7.1 Disclaimer of warranty

EXCEPT WHEN OTHERWISE STATED IN WRITING THE COPYRIGHT HOLDERS AND/OR OTHER PARTIES PROVIDES THE PRODUCT (SOFTWARE OR ANY OTHER) LICENSED UNDER COPYSOL "AS IS" WITHOUT WARRANTY OF ANY KIND, EITHER EXPRESS OR IMPLIED, INCLUDING, BUT NOT LIMITED TO, THE IMPLIED WARRANTIES OF MERCHANTABILITY AND FITNESS FOR A PARTICULAR PURPOSE.. BECAUSE THE SOFTWARE OR PRODUCT HAVE NOT WARRANTY OF ANY KIND, THE ENTIRE RISKS OF USE INVOLVING THEIR CONSISTENCY, QUALITY, PERFORMANCEOR ANY OTHER ARE ASSUMED BY THE USER, RUNNING ON YOUR OWN THE NECESSARY COST TO ANY CHANGES, FIXES AND REPAIRS DEEMED NECESSARY. IF THE PRODUCT IS PROVED DEFICIENT, IT IS INCUMBENCE OF THE USER TO ASSUME THE COST OF ALL SERVICES OF REPAIR OR CORRECTION ARISING FROM THE USE OF THE PRODUCT.


7.2 Limitation of Liability

IN NO EVENT SHALL THE AUTHOR OR THIRD PARTIES THAT HAVE MODIFIED THE SOFTWARE OR PRODUCT, BE LIABLE FOR ANY DAMAGES, DIRECT, INDIRECT, ACCIDENTAL, CONSEQUENTIAL AND / OR SPECIAL LOSSOR OR DAMAGES, ARISING OUT OF THE YOUR USE OR INABILITY TO USE THE PROGRAM OR PRODUCT (INCLUDING, BUT NOT LIMITED TO LOSS OF DATA OR DATA RENDEREDE WITH ERROR, INACURATE OR LOSSES SUSTAINED BY YOU OR THIRD PARTIES OR A FAILURE OF THE PROGRAM TO OPERATE WITH ANY OTHER PROGRAMS OR DAMAGE GENERATED WITH THE PERFERMATION OF THE PRODUCT OR WITH THE PRODUCT CARRIED OUT, WHETHER TANGIBLE OR INTANGIBLE),EVEN IF SUCH HOLDER OR OTHER PARTY HAS BEEN ADVISED OF THE POSSIBILITY OF SUCH DAMAGES AND IT HAS BEEN ISSUED WARNING OF POSSIBLE ERRORS OR DAMAGE IN ITS EXECUTION OR CONSTRUCTION, AS WELL AS AFFECTING GOODS OR SERVICES, INABILITY TO USE, LOSS OF PROFITS OR INTERRUPTION OF BUSINESS ACTIVITIES, CAUSED INANY BASE BY THE USE OF THIS PRODUCT, THE CONNECTION WITH IT OR OTHER CONTACTS WITH IT AND ITS DERIVATIONS.

END OF TERMS AND CONDITIONS

Licença Copysol Versão 2, de 4 de julho de 2014 Portugese

- Minuta para Alterações -

Copyright (C) 2014 | Solidarius Rede Internacional

É permitida a cópia e distribuição desse documento sem a sua alteração.

PREÂMBULO

A Licença Copysol é uma licença que se aplica a softwares e outras classes de obras digitais que sob ela possam enquadrar-se legalmente, tais como projetos e/ou designs de objetos tangíveis e intangíveis, de organizações e de processos. Os diferentes elementos cobertos sob a licença copysol são denominados “Produtos”. Em geral as licenças de software e de outras obras culturais se agrupam em dois campos distintos: umas visam restringir a liberdade do usuário em compartilhar e modificar as obras licenciadas às quais tem acesso; outras visam justamente assegurar essa liberdade de compartilhá-las e de modificá-las, respeitadas algumas condições explicitadas na licença. Supondo uma compreensão genérica da liberdade que tais licenças desejam proteger, nenhuma delas explicita o fato de que o exercício real da liberdade humana, fortalecido com o uso das obras sob elas licenciadas, tanto pode ocorrer como prática de dominação ou de libertação de outros seres humanos, como prática de destruição ou de proteção dos ecossistemas, como prática de aniquilação ou de promoção da diversidade cultural das pessoas e dos povos. Evitando cair nesse paradoxo de proteger liberdades que se exercem aniquilando outras liberdades e direitos, a Licença Copysol assegura que as obras culturais realizadas e disponibilizadas com o propósito solidário de beneficiar as pessoas, de proteger os ecossistemas e a interculturalidade, enfim, de promover o bem público, não sejam usadas por terceiros em práticas de exploração e dominação dos seres humanos, de intervenção insustentável sobre os ecossistemas ou de aniquilação da diversidade cultural – práticas essas que desrespeitam a ética de libertação sobre o qual se assenta a licença Copysol e a distribuição de produtos sob ela cobertos. A ênfase da licença copysol não recai, portanto, apenas no asseguramento legal da liberdade conferida ao usuário de conhecimento, uso, modificação e reprodução das obras licenciadas, mas igualmente na exigência de que a liberdade do usuário no emprego da obra se exerça sem violar o direito de libertação inerente a cada pessoa, direito esse que se desdobra e se objetiva em outros de caráter econômico, social, ambiental e cultural que devem ser protegidos. Pois a afirmação de um direito genérico de liberdade, sem qualquer asseguramento solidário das condições requeridas à sua realização efetiva, conclui-se necessariamente na negação real e concreta desse mesmo direito idealmente afirmado. Assim, mais do que simplesmente deixar fazer o que cada qual queira com as obras acessadas ou restringir legalmente o seu uso comercial evitando a acumulação de lucro com elas, a licença copysol visa proteger as liberdades públicas e privadas da violação do direito de libertação de cada pessoa, violação essa que contra elas poderia ser impetrada com o uso das próprias obras licenciadas. A licença copysol visa, particularmente, proteger o exercício do artigo 27 da Declaração Universal dos Direitos Humanos que afirma: “1. Toda pessoa tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar do processo científico e de seus benefícios. 2. Toda pessoa tem direito à proteção dos interesses morais e materiais decorrentes de qualquer produção científica, literária ou artística da qual seja autor.”. Assim, se o interesse moral do autor com o licenciamento da sua obra é que esta seja usada na promoção das liberdades públicas e privadas eticamente exercidas, tal direito de autor não pode ser violado pelo usuário da obra ou dos produtos dela derivados. O que desejamos com esse mecanismo de licenciamento, no que se refere ao patrimônio solidário gerado sob ele, é a corresponsabilização de todos os seus usuários na promoção das liberdades públicas e privadas eticamente exercidas, nos termos do artigo 29 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que afirma: “1. Toda pessoa tem deveres para com a comunidade, em que o livre e pleno desenvolvimento de sua personalidade é possível. 2. No exercício de seus direitos e liberdades, toda pessoa estará sujeita apenas às limitações determinadas pela lei, exclusivamente com o fim de assegurar o devido reconhecimento e respeito dos direitos e liberdades de outrem e de satisfazer às justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar de uma sociedade democrática.” Assim tanto o reconhecimento formal e o respeito ético das liberdades públicas e privadas de outrem quanto a solidária promoção material do bem-viver das pessoas e das comunidades humanas não podem ser negados na prática com o uso dos produtos licenciados sob a Copysol. Desse modo, o uso dos softwares solidários, por exemplo, não pode violar o direito de sigilo da comunicação privada entre as pessoas, direito esse violado quotidianamente pelas empresas que fornecem serviços de correio eletrônico, seja com software proprietário seja com software livre, toda vez que interceptam as mensagens dos usuários com robôs que rastreiam conteúdos para oferecer serviços de publicidade customizada às corporações que são suas clientes ou informações estratégicas a governos e seus aparatos militares – ainda que tal violação esteja legalmente suportada em derivações implícitas ou formulações explícitas nos Termos de Uso do Serviço oferecido por essas Corporações. O uso da Licença Copysol visa explicitamente assegurar ao usuário as liberdades de distribuir cópias dos produtos licenciados, de ter acesso ao código-fonte dos programas licenciados, aos projetos e designs relacionados à realização de bens tangíveis e intangíveis licenciados, modificar tais produtos e de integrá-los parcialmente ou em sua totalidade em novos produtos solidários, de realizar tais produtos de forma tangível ou intangível segundo a natureza do produto, de reproduzir e distribuir esses produtos realizados. Assegura que o usuário tem o direito de saber que estes direitos lhe são facultados e de aceder a essa Licença em sua totalidade. Na operacionalização do licenciamento, os desenvolvedores dos produtos licenciados devem proteger seus direitos, declarando seu copyright sobre o produto e declarando a sua distribuição sob esta licença – o que assegura a permissão legal a terceiros para usar, copiar, modificar, realizar, distribuir, intercambiar e comercializar o produto nos termos descritos nesta licença. Como em outras licenças, a Copysol explicita a ausência de garantias no uso dos produtos licenciados – de modo a proteger e prevenir respectivamente a desenvolvedores e usuários dos produtos. Exige igualmente que modificações realizadas nos produtos distribuídos sejam claramente informadas para não haver atribuições de novas eficiências ou falhas a autores de produtos anteriores que deram origem aos produtos derivados por terceiros. O uso desta licença veda igualmente que produtos solidários possam ser patenteados com vistas a negar as liberdades nela protegidas. A autorização posterior por parte dos Estados na conferência de patentes sobre produtos anteriormente protegidos sob essa licença, negando os direitos nela assegurados, caracteriza-se como violação do artigo 27 da resolução 217 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, aprovada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, em 10 de dezembro de 1948 que assegura que “toda pessoa tem direito à proteção dos interesses morais e materiais decorrentes de qualquer produção científica, literária ou artística da qual seja autor.”. Sendo assim cabe ao autor decidir pela licença de uso de seu produto cultural que melhor compreenda assegurar as liberdades públicas e privadas, as quais deseja proteger em sua totalidade. Sendo os seres humanos sujeitos concretos, de carne e osso, o exercício de sua liberdade exige condições materiais sem as quais ela não pode se realizar. Parte dessas condições são servidas pelos ecossistemas e outra parte é produzida pelo trabalho humano. Compreendendo que os produtos culturais licenciados sob a Copysol são meios materiais a serviço da realização das liberdades públicas e privadas, não se permite que tais produtos sejam usados na degradação dos ecossistemas ou em formas de dominação econômica de trabalhadores, nas quais as pessoas que trabalham não podem decidir livremente sobre sua própria vida laboral, uma vez que se subordinam ao poder econômico de quem as contrata legalmente ou as obriga ilegalmente a esse trabalho subalterno em formas de assalariamento, escravidão ou semi-escravidão. O consentimento legal dos Estados na exploração econômica do trabalho alheio subordinado, em que os seres humanos são tomados como um meio para obtenção de lucro por terceiros e não como um fim em si mesmos, em nada muda o caráter anti-ético dessa forma de dominação econômica e em nada nega o direito inalienável de libertação econômica de cada pessoa e de todos os povos. Assim, no espírito da proteção moral e material dos interesses dos autores que oferecem seus produtos científicos e culturais à comunidade humana, com vistas a expandir as liberdades públicas e privadas eticamente exercidas, esta licença veda igualmente o uso desses produtos como meios de obtenção de lucro com a exploração de trabalho alheio subordinado, seja este infantil ou adulto. Assegura por outra parte, o direito de conhecimento, uso, cópia, modificação, realização, distribuição e comercialização de tais produtos, com todas as liberdades e condicionalidades previstas nesta licença, para quaisquer empreendimentos de economia solidária que operam sob princípio democrático de autogestão, não importando a forma jurídica de registro legal de tais iniciativas. A realização do princípio democrático da autogestão de uma iniciativa de economia solidária se verifica pela ocorrência periódica de assembleias – ou outros mecanismos equivalentes de decisão – em que os trabalhadores têm o direito de decidir, em igualdade de condições e de poder, tudo o que se refere à atividade econômica, gestão, propriedade, ativos tangíveis e ativos intangíveis da iniciativa, empresa ou organização. Ao contribuir no fortalecimento e expansão da economia solidária em que as iniciativas se organizam democraticamente sob o princípio da autogestão, este sistema de licenciamento, de apropriação e distribuição solidária dos produtos licenciados contribui para que os meios econômicos e valores econômicos, gerados com a utilização dos produtos licenciados, sejam autogestionadamente compartilhados para o bem-viver das pessoas, promovendo-se a expansão das liberdades públicas e privadas, eticamente exercidas, com o concurso de tais meios. Contribui igualmente para o desenvolvimento ecologicamente sustentável das comunidades humanas, evitando-se que esses produtos (programas e outros) sejam utilizados sob a lógica da competição econômica global que vem destruindo progressivamente o planeta. No espírito desta licença, os usuários e desenvolvedores são convidados a colaborar solidariamente no melhoramento das soluções obtidas. A sua participação, com esse fim, em redes colaborativas de economia solidária é uma possibilidade que nós encorajamos. Consideramos que a organização de empreendimentos autogestionados de economia solidária que venham a atender às necessidades econômicas do conjunto da humanidade – incluindo as necessidades de tecnologia da informação – com tecnologias licenciadas sob a licença Copysol, assegurando sua livre distribuição, modificação, reprodução e uso dos produtos nos termos desta licença, pode colaborar na produção de meios materiais que contribuam para o asseguramento e expansão das liberdades públicas e privadas das gerações presentes e futuras. Assim, como consequência, a licença copysol possibilita que os produtos sob ela licenciados possam fluir livremente em redes colaborativas de caráter solidário, nos campos da economia, política e cultura, contribuindo para a construção de novos mundos possíveis, assentados na ética e no direito de libertação, nos quais todo o conjunto dos direitos humanos seja assegurado. Por outra parte, ela veda que empresas que negam o princípio democrático e solidário de auto-gestão dos trabalhadores possam utilizar tecnologias solidárias como meios de acumulação privada de capital com a exploração de trabalho subordinado de terceiros, como tem sido feito com o uso de softwares proprietários e softwares livres. Cabe salientar que o licenciamento estabelecido sob a Copysol é plenamente democrático, isonômico e respeita a liberdade privada dos produtores das obras licenciadas que as tornam disponíveis para o bem público. Diferentemente dos vetos unilaterais estabelecidos no uso e comercialização de muitos softwares proprietários que impedem os atores, por exemplo, de “... exportar ou reexportar os componentes [...] para qualquer país, pessoa física ou jurídica, ou usuário final sujeito às restrições à exportação impostas pelos EUA” – restrições essas fundadas em interesses de ordem econômica, política ou militar desse país –, o veto estabelecido no Copysol visa assegurar a liberdade dos produtores e os seus direitos morais e econômicos sobre os produtos que eles oferecem livremente ao bem público da comunidade humana, para que a comunidade humana os utilize igualmente na promoção ética das liberdades públicas e privadas de todos. Nos casos em que as liberdades asseguradas na Copysol conflitem com as restrições legais estabelecidas nos países, nós encorajamos a sociedade civil desses países a pressionar democraticamente as instâncias cabíveis para a mudança da legislação, para que esta se funde em bases éticas, proteja e promova o conjunto das liberdades públicas e privadas.

Mesmo na existência de tal conflitividade entre as liberdades asseguradas nesta licença e as restrições legais num determinado país, em nenhum modo os termos da presente licença poderão ser violados por Estados ou Corporações de qualquer natureza. Pois do mesmo modo que o Direito Internacional protege o agente privado que impõe condições de restrição de uso e comercialização de seus produtos com terceiros cumprindo determinações legais de seu país, igualmente protege o agente privado – no caso, o autor e proprietário de um produto licenciado sob a copysol – que, invocando o artigo 27 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, impõe restrições quanto ao uso e comercialização de seu produto para com terceiros a partir de critérios isonômicos assumidos nesta licença, assentados em pressupostos éticos e ecológicos que visam promover as liberdades públicas e privadas solidariamente exercidas, e contribuir para pôr fim à exploração econômica do trabalho alheio, à exclusão econômica e social e à degradação global dos ecossistemas.

Nós encorajamos que o desenvolvimento científico, tecnológico e econômico, coerentes com a ética de libertação, contribua para assegurar e proteger o direito de libertação de cada pessoa e de todos os povos, ao invés de estar a serviço da acumulação de capital por agentes privados e do empoderamento cada vez maior do complexo industrial-militar em todo o mundo.


HISTÓRICO

A versão N. 1 da Licença Copysol foi escrita por Euclides Andre Mance, no ano 2000, recolhendo contribuições dos diálogos realizados no interior do Instituto de Filosofia da Libertação. Ela foi usada pela primeira vez naquele ano como suporte legal na distribuição do Programa Rede Solidária, assegurando direitos de uso, modificação e distribuição do programa no âmbito da economia solidária. Por outro lado, a licença conferiu indistintamente o direito de distribuição do programa a qualquer pessoa ou organização com uma política similar à de distribuição de shareware.


A preferência original de licenciamento e distribuição era adotar a GPL, agregando-se uma cláusula que excluía as empresas e organizações que não adotassem o regime de autogestão, peculiar à economia solidária, de qualquer direito por sobre os produtos licenciados. Entretanto, como não foi possível estabelecer essa cláusula de exclusão com o concomitante emprego da GPL, a licença copysol foi atualizada nesta versão N.2, mantendo o seu espírito original, mas expandindo-a também para o licenciamento de projetos e designs para a realização de bens tangíveis ou intangíveis, além de softwares e produtos informáticos.

Esta versão N. 2 é usada por Solidarius Rede Internacional para o licenciamento de uma parcela de seus produtos.



TERMOS E CONDIÇÕES

Definições

"Esta Licença" se refere à versão 2 da Licença Copysol. "Copyright" significa o direito de cópia conferido a uma pessoa física ou jurídica sobre o produto registrado em instância legal de proteção a esse direito. "Produto" refere-se a obra passível de copyright e de licenciamento sob os termos da presente licença. “Licenciado” refere-se a quem oferece o Produto licenciado. “Usuário” refere-se indivíduos ou organizações, pessoas físicas ou jurídicas que se servem do Produto. “Produtor” ou “Desenvolvedor” refere-se a quem tenha criado o produto licenciado ou realizado qualquer modificação no produto recebido, mesmo que não compartilhe tal mudança com outro usuário ou desenvolvedor. “Você” refere-se a quem se valha do produto, seja na condição de usuário, desenvolvedor ou produtor. “Realizar o produto” significa torná-lo a apto para uso intangível ou tangível conforme a natureza do produto, segundo seu projeto, design ou programa.

"Modificar" o produto significa adaptar, totalmente ou em parte, o produto. O que resulta da modificação é denominado "versão modificada" do produto ou “produto derivado”.

“Reproduzir” o produto significa multiplicá-lo, com ou sem modificações. "Distribuir” o produto significa tornar acessível ao usuário o produto, cópias dele ou oferecer seu uso ou acesso em ambientes em que o usuário possa servir-se dele e descarregar suas fontes, em se tratando de software, ou projeto e design em se tratando de obras tangíveis.

“Documentar” o produto significa disponibilizar de maneira clara e visível ao usuário a informação de que a obra fruída ou acessada recai sob a presente licença – mostrando os apropriados avisos de Copyright e de Copysol –, informar sobre a inexistência de garantias natas no uso da obra e sobre as garantias oferecidas por terceiros, caso elas existam, bem como as opções de visualização da presente licença. Por "código fonte" de um produto informático entende-se a sequência de instruções de programação a ser processada pelo hardware e que é escrita pelo programador ou desenvolvedor, constituindo-se no produto do licenciamento incluindo sua interface, instruções específicas e rotinas associadas. Por “Ética de Libertação” entenda-se o conjunto de princípios, adotados na relação dos seres humanos entre si e com os ecossistemas, que tem como escopo proteger o conjunto das liberdades públicas e privadas eticamente exercidas, promovendo o bem-viver de cada pessoa e a sustentabilidade dos diferentes ecossistemas. Tais princípios éticos, ao longo da história da humanidade, tem sido formulados e corrigidos dialogicamente, de maneira a proteger sempre e em melhores condições a igualdade solidária de direitos entre os seres humanos e a igualdade no poder de decisão entre todas as pessoas, nos campos econômicos, políticos e culturais em proveito do bem-viver de todos.

Por “Direito de Libertação” entenda-se o direito, inalienável a cada ser humano, de expandir eticamente as suas liberdades, valendo-se do produto licenciado para tanto, sem prejudicar com isso as liberdades, eticamente exercidas, das pessoas e comunidades humanas. No âmbito das relações econômicas ele se desdobra no direito à autonomia e ao trabalho autogestionado em empresas de economia solidária e a fruir produtos saudáveis e eficientes que não resultem da exploração dos seres humanos ou da degradação dos ecossistemas. No âmbito das relações políticas se desdobra no direito à autonomia na esfera da sua vida privada e à autogestão social na esfera da vida publica, podendo exercê-las nos campos da economia, da política e da cultura. Na esfera das relações de educação, comunicação e informação, se desdobra no direito de cada pessoa em participar, em igualdade de condições, no acesso à informação, na sua interpretação sob diferentes perspectivas e na produção de conteúdos culturais, efetivados no pleno exercício das suas liberdades públicas e privadas eticamente realizadas.

Por “liberdades pública e privada eticamente exercidas” entenda-se as liberdades que se exercem respeitando a ética de libertação e o direito de libertação visando contribuir na reprodução sustentável das condições materiais, políticas, educativo-comunicacional-informativas e éticas requeridas para o exercício das liberdades de todos e de cada pessoa em particular. Por “Sistemas Solidários de Produção, Comércio e Serviço”, entenda-se toda forma de organização laboral baseada no princípio democrático de autogestão, tanto da atividade quanto do empreendimento econômico pelos trabalhadores, que se verifica pela ocorrência de assembleias – ou outros mecanismos equivalentes – em que os trabalhadores têm o direito de decidir, em igualdade de condições e de poder, tudo o que se refira à atividade econômica, gestão, propriedade, ativos tangíveis e ativos intangíveis da iniciativa, empresa ou organização; e que exerce essa auto-gestão com vistas a promover a sustentabilidade econômica, ecológica e solidária da iniciativa em favor do bem-viver de todos os que sejam alcançados por seus fluxos econômicos, tanto os participantes do empreendimento, quanto os seus provedores, clientes e comunidades.

“Projeto ou Design de Produto Tangível” é o projeto ou design de algo que possa ser realizado de forma objetiva ou analógica, seja o projeto de um objeto, como um móvel ou uma ferramenta, seja o projeto de uma organização, como um plano de sustentabilidade de um empreendimento econômico, seja de um processo, como um design permacultural de um cultivo ecológico de alimentos. O projeto ou design, como produto intangível, difere-se do que é tangivelmente realizado com base neles. Essa licença, ao conferir direitos e deveres para com o produto intangível, igualmente propaga os mesmos direitos e deveres para com os elementos intangíveis dos produtos tangíveis nele baseados.

1. Asseguramento de Direitos

Os direitos garantidos pela licença copysol vinculam-se ao direito autoral do Produto, sendo irrevogáveis tão logo o autor realize a distribuição de seu produto sob essa licença, assegurando a qualquer usuário ou desenvolvedor as possibilidades de uso, modificação e distribuição do produto em sua forma original ou modificada, no todo ou em parte, nos termos desta licença. O conteúdo gerado com o concurso dos produtos licenciados sob a copysol – não incorporando tais produtos em parte ou em seu todo no conteúdo – permanece sob o domínio do autor. O conteúdo assim elaborado pelo autor recairá nos termos da presente licença somente a partir de seu licenciamento nesses termos pelo autor ao publicar sua obra sob o abrigo desta licença. Entretanto, nenhum autor pode valer-se dos produtos licenciados sob a copysol para gerar conteúdos em contrariedade aos termos éticos e legais previstos nesta licença.

Ao licenciar o Produto nos termos dessa licença Copysol, o produtor renuncia a poderes legais que lhes sejam facultados de impedir o conhecimento, uso, modificação, realização, reprodução, distribuição, comercialização do Produto e sua incorporação em outros sob essa mesma licença, por pessoas físicas e jurídicas qualificadas para tanto nos termos dessa licença.

1.1 Direito de Conhecimento

Está assegurado o direito de conhecimento do Produto, pela disponibilização de seu código-fonte, caso seja um programa informático, ou do projeto e design, caso esteja relacionado à realização de produto derivado tangível ou intangível.

Conhecimento do Código Fonte de Programa O código fonte do programa informático e informações de instalação devem ser disponibilizados sem a exigência de senhas ou chaves especiais para a sua leitura, permitindo que o usuário e/ou desenvolvedor possam conhecer o seu funcionamento e distribui-lo com ou sem alterações segundo os termos desta licença. Conhecimento do Projeto ou Design para Realização de Produto Tangível ou Intangível O Projeto ou Design para a realização de produto derivado de natureza tangível ou intangível deve ser disponibilizado com a especificação técnica requerida para que o usuário e/ou desenvolvedor possam conhecer a sua funcionalidade, verificar a sua consistência, modificá-lo ou distribui-lo com ou sem alterações e realizá-lo segundo os termos desta licença.

1.2 Direito de Uso

Está assegurado o direito de livre uso do produto a quaisquer pessoas físicas e jurídicas nos termos éticos e legais desta licença. O autor do Produto, por questões éticas, invocando o artigo 27 de Declaração Universal dos Direitos Humanos que protege seus direitos morais sobre a obra por ele produzida, reserva-se o direito de não conceder autorização de direitos de uso do produto licenciado sob a Copysol a quaisquer empresas, grupos, organizações ou a qualquer sujeito em particular que violem os princípios da ética de libertação e do direito de libertação nos termos desta licença. O Produto licenciado não pode ser utilizado ou comercializado em sistemas não-solidários de produção, comércio, serviço ou consumo. A utilização do Produto em desrespeito a essa exigência caracteriza-se como violação de direitos, sujeito às penas legais previstas nos acordos internacionais sobre direitos de cópia.

1.3 Direito de Modificação

Está assegurado o direito de livre modificação do Produto a quaisquer pessoas físicas e jurídicas nos termos éticos e legais desta licença. Qualquer tradução, plágio ou modificação do Produto que der origem a produto derivado que, no todo ou em parte, siga os mesmos padrões do produto licenciado – em particular a relação lógica e as proporções entre fatores ou algoritmos nele adotados – deverá igualmente ser distribuído sob o regime copysol.

Pode-se modificar o Produto ou criar-se um novo trabalho nele baseado, copiá-lo e distribuí-lo, conquanto: a) o copysol seja mantido, valendo para a integridade do novo trabalho o mesmo teor da Licença original; b) exista aviso de que os dados originais foram alterados nos arquivos, as datas aproximadas das mudanças e quem as operou; c) exista aviso de que o novo trabalho é, de forma total ou em parte, derivado do Produto ou de alguma parte sua, e que pode ser licenciado totalmente sem custos para terceiros sob os termos desta Licença; d) apresente no início de sua execução ou em lugar visível na interface, caso seja um programa, ou na sua documentação caso seja um design ou projeto de produto tangível, a informação de copyright e copysol e indique a localização da documentação sobre as condições de uso, registro e reprodução; e) inclua na sua documentação a presente Licença.

1.4 Direitos de Cópia e Distribuição.

Está assegurado o direito de cópia e distribuição do Produto a quaisquer pessoas físicas e jurídicas nos termos éticos e legais desta licença. Em qualquer distribuição do produto, caso seja um programa, os códigos-fonte completos devem estar igualmente disponíveis. Por códigos-fonte completos entenda-se todos os fontes de todos os módulos, bem como as definições de interfaces associadas, arquivos e scripts utilizados na compilação e instalação do executável. A distribuição do Produto deve conter todas as informações sobre direitos autorais, a presente Licença, o aviso de Ausência de Garantia e o seu Histórico, indicando as alterações promovidas, data aproximada em que foram realizadas e os responsáveis por elas. Qualquer empresa ou organização, de caráter solidário ou não, pode distribuir gratuitamente o produto sem a cobrança de qualquer taxa ou valor e sem obter qualquer vantagem comercial com essa distribuição, incluindo às relacionadas a publicidade ou associação de imagem em práticas de marketing de responsabilidade social.


Está facultado a você cobrar ou não algum valor pelas cópias que distribuir ou alguma taxa por oferecer suporte ou garantia referentes ao produto. Mas não pode impor taxa de licença, royalties ou qualquer outro encargo ou restrição para o exercício pelo receptor dos direitos assegurados nesta Licença, nem acioná-lo legalmente por direito de patente violado em razão do receptor valer-se do produto nos termos desta licença. O receptor do Produto está igualmente coberto nos termos da licença para copiar, modificar, executar, realizar e distribuir o produto. A modificação ou distribuição do Produto ou qualquer trabalho nele baseado implica na aceitação desta Licença e de todos os termos desta para a realização da cópia, distribuição ou modificação do Produto ou trabalhos baseados neste ou dele derivados.

1.5 Direito de realização

Está assegurado o direito de realização do Produto a quaisquer pessoas físicas e jurídicas nos termos éticos e legais desta licença. O realizador do produto assume a responsabilidade de verificar a consistência do projeto ou design antes de realizá-lo e de tomar as providências de segurança e providências legais que se façam necessárias à realização do Produto, independentemente destas estarem elencadas ou não no projeto. A realização tangível ou intangível de algo derivado – com ou sem modificações – de um produto licenciado sob a Copysol é de inteira responsabilidade do usuário realizador, que deve verificar a consistência do projeto ou design antes de sua execução, correndo por sua conta e risco tudo o que possa resultar dessa realização e do uso do objeto realizado, particularmente perdas e danos que afetem a si ou a terceiros, em decorrência de falhas de projeto ou de design ou de qualquer elemento associado ao projeto ou design licenciados.

1.6 Direito de Comercialização

A realização de produtos licenciados, quando operada com fins comerciais, é permitida somente para iniciativas de economia solidária caracterizadas pela prática da autogestão. Componentes da obra podem ser oriundos de iniciativas estatais ou com fins de lucro, mas o resultado econômico do processo e a gestão democrática do empreendimento devem estar subordinados à autogestão pelo conjunto dos trabalhadores que realizam o produto final. Nós encorajamos a organização de iniciativas econômicas de caráter solidário que possibilitem atender às necessidades de consumo final para o bem-viver das pessoas e de produção de insumos e componentes que ainda não tenham alternativas realizadas nos circuitos local e global da economia solidária. Incentivamos igualmente a organização dessas iniciativas em redes colaborativas de economia solidária que contribuam para expandir a economia solidária em todos os continentes.

1.6 Proteção de Direitos.

É vedada a incorporação do produto, caso seja um programa, em programas proprietários. É permitida a sua unificação com outros desde que o programa resultante seja disponibilizado sob o regime copysol, mantendo-se vigente para ele os termos desta Licença. Um software ou código coberto sob a licença copysol pode ser executado com o concurso de sistemas e bibliotecas livres ou proprietárias. Módulos em separado de códigos solidários e de códigos livres podem interoperar sem haver contaminação das respectivas licenças. O uso do software solidário em interoperabilidade com software livre não exime o usuário das condicionalidades de uso estabelecidas nesta licença. Nós encorajamos os desenvolvedores a criar soluções solidárias para as necessidades que ainda não tenham alternativas livres. E a integrar as soluções livres já existentes e as soluções solidárias na sua interoperabilidade, respeitando-se as diferenças de licenças, sem prejudicar as distintas filosofias de desenvolvimento e distribuição legal suportadas nas diferentes licenças.

4. Revogação da Licença

Você somente pode valer-se do produto nos termos estabelecidos nesta Licença. Caso você viole esta licença, qualquer um dos detentores de direito autoral sobre o produto poderá notificá-lo e após 60 dias revogar os direitos a você concedidos por essa licença e acioná-lo legalmente por violação de direitos em razão do uso indevido do Produto. Por outra parte, se você corrigir a violação no prazo de 30 dias, a contar do recebimento da notificação, e não for reincidente nessa violação, a licença lhe será automaticamente restabelecida. Enquanto seus direitos não forem restabelecidos, você não está qualificado a receber outra licença para o mesmo produto.

5. Respeito à Liberdade de Terceiros

Se forem impostas a você determinações legais ou de outra ordem que contradigam as condições desta Licença, tais determinações não o eximem de suas responsabilidades para com terceiros assumidos nesta licença. Assim, se com respeito ao produto licenciado você não pode satisfazer simultaneamente as condições dessa licença e as determinações legais ou de outras ordens que lhe forem impostas, então você não pode valer-se do produto licenciado. Igualmente, se por alguma determinação legal ou de outra ordem você não pode ser titular do direito de cópia de uma obra então você não pode distribui-la com a cobertura legal da Licença Copysol.

6. Versões desta Licença

Solidarius Rede Internacional poderá publicar, periodicamente, versões revisadas e/ou novas versões da Licença Copysol, as quais serão similares à atual em seu escopo, mas com diferença de detalhes que façam frente a novas necessidades que se apresentem para o asseguramento do presente regime de conhecimento, cópia, modificação, reprodução, realização, distribuição e comercialização de Produtos. As versões desta licença são numeradas, podendo o autor escolher a versão de cobertura do Produto que deseja licenciar, regendo-se a cobertura pelos termos da respectiva licença.

7. Renúncia de Garantia e Limitação de Responsabilidades

A renúncia de garantia e a limitação de responsabilidades caracterizam, em conjunto, a renúncia absoluta, completa e total de qualquer responsabilidade civil em conexão com o Produto, exceto se uma garantia ou afirmação explicita de responsabilidade acompanhe a cópia do Produto em troca de alguma taxa de serviço, legal e formalmente contratada entre as partes.

7.1 Renúncia de Garantia

EXCETO QUANDO DE OUTRO MODO ESTABELECIDO POR ESCRITO PELOS TITULARES DE DIREITOS AUTORAIS E/OU POR OUTRAS PARTES, O PRODUTO (PROGRAMA OU OUTRO QUALQUER) LINCENCIADO SOB A COPYSOL É OFERECIDO "COMO ESTÁ" SEM GARANTIA DE QUALQUER TIPO, EXPRESSA OU IMPLICADA, INCLUINDO, MAS NÃO LIMITADO, AS GARANTIAS COMERCIAIS E DE ADEQUAÇÃO A UMA DETERMINADA FINALIDADE. TRATANDO-SE DE PROGRAMA OU PRODUTO, SEM GARANTIA DE QUALQUER NATUREZA, TODOS OS RISCOS DE USO ENVOLVENDO A SUA CONSISTÊNCIA, QUALIDADE, DESEMPENHO E QUALQUER OUTRO SÃO EXCLUSIVOS DO USUÁRIO, CORRENDO POR SUA CONTA OS CUSTOS NECESSÁRIOS A EVENTUAIS ALTERAÇÕES, CORREÇÕES E REPAROS JULGADOS NECESSÁRIOS. CASO O PRODUTO SE PROVE DEFECTIVO, CABE AO USUÁRIO ASSUMIR O CUSTO DE TODOS OS SERVIÇOS DE REPARO OU CORREÇÃO ORIUNDOS DO USO DO PRODUTO.

7.2 Limitação de Responsabilidade

EM NENHUMA HIPÓTESE O AUTOR OU TERCEIROS QUE TENHAM MODIFICADO O PROGRAMA OU PRODUTO, SERÃO RESPONSÁVEIS POR QUALQUER PREJUÍZO OU DANO DIRETO, INDIRETO, ACIDENTAL, ESPECIAL, PROVENIENTES DO SEU USO OU DA FALTA DE HABILIDADE NA SUA UTILIZAÇÃO (INCLUINDO, MAS NÃO LIMITADA, A PERDA DE DADOS OU DADOS MANUSEADOS COM ERRO, OU PERDAS SOFRIDAS POR VOCÊ OU TERCEIROS OU UMA FALHA DO PROGRAMA PARA OPERAR COM QUAISQUER OUTROS PROGRAMAS OU DANOS OCOSIONADOS COM A REALIZAÇÃO DO PRODUTO OU COM O PRODUTO REALIZADO, SEJA ESTE TANGÍVEL OU INTANGÍVEL), MESMO QUE TENHA SIDO EMITIDO AVISO DE POSSÍVEIS ERROS OU DANOS NA SUA EXECUÇÃO OU REALIZAÇÃO, BEM COMO QUE AFETEM MERCADORIAS OU SERVIÇOS, IMPOSSIBILIDADE DE USO, LUCROS CESSANTES OU INTERRUPÇÃO DE ATIVIDADES COMERCIAIS, CAUSADOS EM QUALQUER BASE PELO USO DESTE PRODUTO, CONEXÃO A ELE OU OUTROS CONTATOS COM ELE E DERIVAÇÕES DELE. FIM DOS TERMOS E CONDIÇÕES

More Information

See Also our page on Equity-based Licenses